Barra de acessibilidade

Links sociais

Formulário de pesquisa

  Menu principal
Início do menu Início do conteúdo

Simpósio sobre qualidade em rações tem palestra de mestranda do PPGPSA

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

A nona edição deste evento reuniu colaboradores das Fábricas de Rações e de cooperativas filiadas para trocar experiências e atualizar informações sobre a produção, além de alinhar ações. Os profissionais se reuniram no IX Simpósio Aurora de Qualidade em Rações. O evento ocorreu na última semana, em Chapecó.

“O objetivo principal é, por meio da busca de novos conhecimentos, estabelecer a melhoria contínua do processo de produção de rações”, explicou o supervisor de controle de qualidade de rações da Aurora Alimentos e coordenador do evento, Arielson da Luz de Lima.

O Simpósio reuniu especialistas na área para estabelecer um panorama atualizado das técnicas de produção de rações. Dentre estes, a mestranda Alcione Cella, aluna da Pós-Graduação em Produção e Sanidade Animal do IFC, que tratou especificamente de um estudo sobre a deterioração de suplemento proteico utilizado na alimentação de leitões.

O gerente de produção de rações da Aurora Alimentos Giovani Nery esclareceu que o evento debateu temas ligados diretamente ao dia a dia da produção das fábricas de rações. “Participamos de muitas certificações das fábricas e tudo é fruto de um trabalho contínuo e gradativo de melhoria e aperfeiçoamento. Por isso, é fundamental essa constante atualização sobre técnicas e procedimentos de produção que fazem com que possamos evoluir cada dia mais”, pontuou.

De acordo com o diretor de agropecuária da Aurora Alimentos Marcos Antônio Zordan, a nutrição animal é fundamental para a produção de carnes com qualidade. Segundo ele, a nutrição animal, em grande maioria por meio de rações, é responsável por cerca de 70% do custo de produção e a alimentação adequada e balanceada faz toda a diferença. “A Aurora Alimentos produz cerca de 140 mil toneladas de ração por mês e compra mais 60 mil, ou seja, são 200 mil toneladas de ração por mês. Ração de qualidade interfere nos resultados de qualidade da produção”, exemplificou.

 

Texto e imagens: MB Comunicação
Adaptado por: CECOM/Araquari


Botões de acesso rápido